Buscar
Cerrar este cuadro de búsqueda.

eSudoe
2021
2027

AGROVALUE –AGROindustrial Residues – VALorization in Europe

ÚLTIMA REVISIÓN: 20 de febrero de 2017

Institución: Instituto Politécnico de Portalegre

Dirección: Rua Alice Pestana nº1, Bairro de Caselas

1400-008

Lisboa

Región: Alentejo

Senhor

Nombre: Rui

Pulido Valente

O presente projecto tem como base uma problemática claramente identificada nos territórios do Sudoe que tem a ver com o desenvolvimento de políticas mais amigas do ambiente e que contribuam para a sustentabilidade da economia local. O problema base a resolver é a redução das emissões de gases com efeito de estufa e, simultaneamente, a redução da factura energética total através da valorização de resíduos agrícolas, pecuários e agroindustriais.

O presente projecto centra-se em soluções de valorização de resíduos agroindustriais utilizando as tecnologias de Biodigestão e Gaseificação. Pretende-se criar condições para vir a estabelecer uma rede de unidades piloto em instalações agroindustriais de todo o território dos países participantes, devidamente monitorizadas pelo consórcio dos Centros de Investigação e Inovação de modo a constituirem-se como unidades de demonstração para potenciais utilizadores das mesmas tecnologias. Pretende-se, desta forma, reforçar a rede de Transferência de Tecnologia e Inovação cimentando a ligação entre os centros de tecnologia existentes e estreitando a sua aproximação aos territórios e à economia. O projecto propõe-se, essencialmente, associar as soluções tecnológicas de valorização aos seus potenciais utilizadores, garantindo a estes últimos um acompanhamento técnico e formação dos operadores dos sistemas.

As regiões participantes assumem em comum o desafio de uma capacitação dos sectores tradicionais da sua economia com base na aplicação de tecnologias inovadoras e novas formas de colaboração entre os centros de investigação e desenvolvimento e as empresas (associações e cooperativas), dando resposta às debilidades dos seus territórios no que concerne a qualificação dos seus recursos humanos, o fraco desenvolvimento tecnológico e as limitações ao nível do investimento.

É objectivo deste projecto a promoção de tecnologias de valorização energética de resíduos agro-industriais na perspectiva de aumentar a eficiência energética e a sustentabilidade ambiental das empresas e explorações agrícolas.

A utilização das tecnologias de biodigestão e gaseificação é comum em muitos países da europa (por exemplo a Alemanha) mas ainda pouco generalizada nos países do SUDOE. Trata-se de processos de valorização aplicáveis a muitos dos resíduos dos sectores agrícola, pecuário e agro-industrial mas com exigências técnicas específicas e com uma enorme dependência de meios e pessoal técnico qualificado.

No caso da biodigestão o enfoque do projecto será na codigestão (utilizando misturas diversas de resíduos para controlar o processo de digestão anaeróbia), processo que tem vindo a ser estudado nas entidades parceiras com resultados publicados. O caracter inovador está na introdução de agentes estabilizadores do processo de digestão que permitem aumentar o seu rendimento e, simultaneamente, um melhorar o controlo sobre os parâmetros de monitorização.

No que toca a gaseificação o enfoque do projecto será na adaptação de soluções já existentes no mercado às biomassas das regiões e sectores envolvidas. O caracter inovador está na melhoria do desempenho dos equipamentos em função das características concretas de cada resíduo, o que pressupõe um conhecimento aprofundado da tecnologia e dos factores que condicionam o rendimento do processo.

Pretende-se levar as empresas a investirem em tecnologias de valorização energética de resíduos: a) pela instalação unidades demonstradoras das tecnologias de biodigestão e gaseificação b) pela divulgação de casos práticos bem-sucedidos, c) realização de acções de demonstração à escala piloto, com base em tecnologia para o efeito disponível no IPP, d) promoção de sessões de trabalho sobre as tecnologias, e) promoção da associação de empresas para criação de efeitos de escala, f) elaboração de estudos sectoriais de avaliação do potencial de valorização g) elaboração de documentação técnica de suporte à instalação, condução e monitoização das instalações de produção de Biogás por via da codigestão e gaseificação

¿TIENE SOCIOS YA IMPLICADOS? Sí

Perfil Beneficiario:

  • Os parceiros devem ser entidades da rede científica e tecnológica com competências na valorização de resíduos biomássicos muito ligadas ao mundo rural e, especialmente, ao sector agrícola, agroindustrial e florestal. Uma forte ligação à indústria alimentar tradicional será um factor de mais valia

Resultados Esperados:

 

Considerando a importância que a indústria vinícola, olivícola e queijeira têm na região, o projecto incidirá principalmente nestes sectores

Com o presente projeto pretende-se atuar como agente de mudança cultural empresarial, contribuindo para:

1. Destacar as vantagens da valorização de resíduos

2. Promover a eficiência energética

3. Reforçar a competitividade das empresas, em especial as agrícolas e agro-indústriais

4. Desenvolver sinergias entre as empresas, de forma a melhorar a performance de tecnologias e infraestruturas amigas do ambiente, nomeadamente na partilha de resíduos, de subprodutos e de outros recursos;

5. Estimular um crescimento económico mais sustentável

6. Contribuir para os objetivos do PNAEE e da EU

7. Contribuir para os objetivos da Estratégia Nacional para a Energia 2020

Objectivos operacionais

O projeto tem como objetivos operacionais:

1. Promover a cooperação empresarial para a valorização energética de resíduos

2. Promover a integração das soluções de processamento de resíduos

3. Dar a conhecer às empresas as vantagens da valorização de resíduos

4. Promover a implementação de soluções integradas de energia pelas PME procurando benefícios no desempenho energético

5. Reforçar a sensibilização para as empresas no que respeita à valorização de resíduos

6. Reforçar a rede de centros de inovação, investigação e desenvolvimento tecnológico

A gaseificação é um processo de conversão de combustíveis sólidos em gasosos, por meio de reações termoquímicas, envolvendo vapor quente e oxigénio, em quantidades inferiores à estequiométrica. Há vários tipos de gaseificadores sendo os mais comuns os reatores de leito fixo e de leito fluidizado. Os gases formados são, normalmente, uma mistura de monóxido de carbono, hidrogénio, metano, dióxido de carbono e azoto, que podem ser utilizados para gerar energia elétrica, por exemplo, num motor de combustão interna. A gaseificação é vista como um dos processos mais promissores para a conversão energética da biomassa e resíduos, tendo em conta, nomeadamente:

- Utilização de uma fonte de energia renovável;

- Melhoria ambiental, diminuindo emissões de gases com efeito de estufa;

- Diversificação das opções de conversão de energia;

- Diminuição da dependência energética.

Presupuesto Total Estimado: 1000000 euros

Idioma: PRT