Procurar
Close this search box.

eSudoe
2021-2027

INUNDATIO

Automação da modelagem de riscos de entrada no campo de ataque dos bassins

Eixo 4: Luta contra as alterações climáticas
OBJETIVO 5B1 :
Melhoria da coordenação e da eficácia dos instrumentos de prevenção, de gestão de catástrofes e de reabilitação de zonas danificadas
ESTADO: En curso
CÓDIGO: SOE3/P4/E0929
CUSTO TOTAL ELEGÍVEL (€)
1.427.000,00
AJUDA FEDER (€)
1070250,00
José Carlos García García

GESTOR DE PROJETO

SETORES: Desertificação, Erosão dos solos, Gestão do património natural, Gestão integrada dos recursos e espaços naturais, Incêndios Florestais, Inundações ou submersões cíclicas, Seca
CHAMADA: Tercera
DURAÇÃO:
1 Março, 2020
31 Agosto, 2022
RESULTADOS: 2022-03-31
BENEFICIÁRIO PRIMÁRIO:
Fundación Santa María La Real del Patrimonio Histórico
OUTROS BENEFICIÁRIOS:

1. Fundación Santa María La Real del Patrimonio Histórico (ES)

2. Centre d’études, d’expertise sur les risques, l’environnement, la mobilité et l’aménagement (FR)

3. Laboratório Nacional de Engenharia Civil (PT)

4. Universidad de Castilla la Mancha (ES)

5. Agrupación Empresarial innovadora para la construcción eficiente (ES)

6. Instituto tecnológico de Castilla y León (ES)

A INUNDATIO desenvolve e valida um sistema de baixo custo para alerta precoce de avenidas súbitas nas cabeceiras das bacias hidrográficas e o integra com protocolos de prevenção, reação a eventos aleatórios e reparação dos danos causados. O projeto mitiga o risco de perda de vidas e danos econômicos no território Sudoe. Assim, a INUNDATIO monitora, em tempo real, as cabeceiras dos rios e córregos, pois nelas o comportamento dos fenômenos meteorológicos é menos previsível, eles evoluem muito rapidamente, dificultam a reação e seu impacto pode ser grave. Foram escolhidos três casos-piloto que representam as três áreas climáticas do território Sudoe (oceânico, mediterrâneo e alta montanha). Dessa forma, todos os cenários possíveis em nosso território serão recriados.

A INUNDATIO oferece um modelo de gerenciamento de avenidas repentinas (inundações repentinas) na cabeceira da bacia, com base em sua caracterização hidromorfológica, a caracterização contínua do perigo através da coleta e análise de dados hidrometeorológicos históricos e em tempo real (chuva + vazão) , simulação de cenários de risco e análise de vulnerabilidade para vidas humanas e elementos materiais. Permitirá sua aplicação a todas as cabeceiras da bacia do território Sudoe, onde a vulnerabilidade devido a inundações torrenciais é relevante.

REGIÕES PARTICIPANTES