Procurar
Close this search box.

eSudoe
2021-2027

Idioma proyecto 27: Portugués

Modelização do comportamento de incêndios para quantificar e prevenir a sua propagação

Desenvolvimento e implementação conjunta pelo B4-Tecnalia e o B12-Aude, sob a coordenação do B3-Hazi, de uma ação piloto de demonstração da eficácia da modelização do comportamento de incêndios como ferramenta para quantificar e prevenir a sua propagação, incluindo a monitorização e avaliação do seu impacto e transferibilidade. Este piloto será testado no território de Euskadi (ES) e Aude (FR) como ferramenta inovadora para a prevenção e gestão de incêndios florestais

Leer más »

Estabelecimento de corta-fogos produtivos como ferramenta de prevenção face aos incêndios

Desarrolho e implementação conjunta pelo B6-DipOurense, B12-Aude (FR) e o A1-O Barco de Valderorras, sob a coordenação do B5-Eixo Atlântico de uma ação piloto de demonstração da eficácia dos corta-fogos produtivos como ferramentas de prevenção face aos incêndios florestais, incluindo a monitorização e avaliação do seu impacto e transferibilidade. Este piloto será testado em O Barco de Valdeorras (ES) e em PNR Corbie?res- Fenouille?des (FR).

Leer más »

Os 3 casos piloto

Pelo menos 3 casos-piloto (1 por país) actuam como laboratórios vivos, oferecendo lições concretas e permitindo que o Sistema de Apoio à Decisão (SAD) seja testado, enriquecido por feedback e novos conhecimentos. Estes casos-piloto não só fornecem dados práticos, como também ajudam a reforçar as competências estratégicas e operacionais dos administradores das cidades termais. O feedback obtido facilita a optimização das infraestruturas ligadas à água termal, bem como a implementação de medidas eficazes de adaptação às alterações climáticas. Esta abordagem práctica visa promover benefícios económicos tanto para os operadores como para os decisores políticos, consolidando assim a gestão sustentável da água termal nas regiões termais do SUDOE. Estes 3 casos-piloto são iniciativas concretas destinadas a testar e demonstrar as soluções inovadoras desenvolvidas para a gestão sustentável das nascentes termais. O objectivo é pôr em práctica os conhecimentos adquiridos, recolher dados visíveis dos quais resultem ensinamentos valiosos que contribuam para o processo de adaptação às alterações climáticas. Estas acções-pilotos representam etapas cruciais na transformação de conceitos teóricos em soluções operacionais, contribuindo assim para a realização dos objectivos do projeto.

Leer más »

Plano diretor para substituição de recursos convencionais por recursos de ANC

Esta ação piloto visa testar a aplicabilidade da Estratégia TARGET, à escala da bacia hidrográfica de Dordogne (A.1.5). Os métodos e metodologias de ensaio terão sido previamente desenvolvidos no âmbito do CESAEAP. Será implementado de acordo com os 4 pilares da Estratégia e em conformidade com os seus 3 princípios. Permitirá a aplicação, após análise crítica e adaptação, de soluções testadas pelos parceiros e parceiros associados do projeto, noutros contextos, à escala da bacia hidrográfica (em particular a “Bússola de Resiliência” do CEREMA e o mapa de análise multicritério da ECF). A ação resultará no desenvolvimento de um plano diretor para a gestão sustentável dos recursos hídricos na bacia hidrográfica de Dordogne, permitindo substituir os frágeis recursos hídricos da bacia por recursos hídricos não convencionais (águas residuais tratadas, águas pluviais, águas cinzentas). Este plano diretor permitirá, por setor e utilização da bacia hidrográfica de Dordogne, indicar se a valorização da água não convencional é adequada e, em caso afirmativo, os meios a implementar (atores, técnicas e financiamento). Após avaliação da implementação da ação piloto pelo CESAEAP, será desenvolvido um Guia Metodológico para aplicação da Estratégia TARGET na escala de uma bacia hidrográfica. Contém as ferramentas e métodos para implementar os princípios (uso racional, RANC, inovação) e pilares da Estratégia (inventário, consulta, previsão, plano de ação) ao nível da bacia hidrográfica. Este guia será posteriormente utilizado pela AMAyA com o parceiro associado JUNTA DE ANDALUCIA, numa bacia hidrográfica da Andaluzia. O plano diretor será adotado pelas autoridades do EPIDOR e serão organizadas sessões de restituição da Estratégia TARGET aprovada e feedback sobre a ação piloto, em particular com o parceiro associado ANEB.

Leer más »

Cenários e Programa de Ação para a otimização da gestão da água a nível local

Esta ação piloto visa testar a aplicabilidade do método da Estratégia TARGET, à escala local, nos municípios de Granollers e Barreiro. Os métodos e metodologias de ensaio terão sido previamente desenvolvidos no âmbito do CESAEAP. Será implementado de acordo com os 4 pilares da Estratégia e em conformidade com os seus 3 princípios. Permitirá a aplicação, após análise crítica e adaptação, de soluções testadas pelos parceiros e parceiros associados do projeto, noutros contextos, à escala do município (em particular trabalhar em soluções baseadas na natureza da AMAyA e ECF). A ação resultará no desenvolvimento de um programa de ação para a otimização da REUT em Granollers e cenários prospetivos para a gestão da água no Barreiro. O programa permitirá, por setor e utilização do município de Granollers, indicar se é necessária a otimização da REUT e os meios a implementar (atores, técnicas e financiamento). Os cenários prospetivos estudados para a gestão da água no Barreiro irão destacar as vantagens e desvantagens das ANCs para a preservação do recurso e do ambiente. Após avaliação da implementação da ação piloto pelo CESAEAP, será desenvolvido um Guia Metodológico para a aplicação da Estratégia TARGET a nível local. Contém as ferramentas e métodos para implementar os princípios (uso racional, RANC, inovação) e pilares da Estratégia (inventário, consulta, previsão, plano de ação) a nível local. O programa de ação será adotado pelas autoridades de Granollers e um cenário prospetivo será adotado pelas autoridades do município do Barreiro. Serão então organizadas sessões de restituição da Estratégia TARGET aprovada e feedback sobre a ação piloto.

Leer más »

Local de demonstração para reutilização de água com SBN na cadeia de tratamento de água

3 LD criados durante o projeto em França, Espanha e Portugal. Estes locais serão o resultado da estratégia NB-WoLL (Living Labs orientados para a água centrados em soluções baseadas na natureza) que visa encontrar a melhor correspondência entre a procura e a inovação com a ajuda de 3 WoLL (plataforma). A sua conceção será em função da procura de água (qualidade/quantidade), do contexto (utilizações, localizações, sensibilidade das partes interessadas) e da regulamentação. Estes LD serão adotados pelas 3 autoridades locais responsáveis pelos contratos públicos.

Leer más »

Ferramenta SID_AQUARURAL

Apesar de não ser considerada uma atividade piloto na primeira fase, a ferramenta O SID_AQUARURAL cumpre a definição estabelecida pela SUDOE: implantação específica de novos dispositivos (por exemplo: serviços, equipamentos, ferramentas, métodos ou abordagens), experimentais e demonstrativos, inovadores e transferidos para outros territórios. A ferramenta será desenvolvida pela USAL, mas com a colaboração de todos os parceiros, que ajudarão a garantir que resolve todas as necessidades identificadas pelos utilizadores nas suas áreas. A ferramenta será continuamente melhorada durante o projeto e será aplicada em todos os domínios de ação.

Leer más »

Ações-piloto

O GT2 contém a demonstração de 3 ações-piloto (em grandes blocos, embora tenham mais em conta as pequenas variações) que implementam novos dispositivos e oferecem novos serviços em diferentes áreas do SUDOE. Todos têm um caráter experimental e demonstrativo. O seu acompanhamento (A.2.4) permitirá testar, avaliar e demonstrar a viabilidade e a eficácia da sua aplicação. Os resultados e as práticas destas ações-piloto serão explorados e transferidos para outras instituições e territórios através do ponto A.2.5. A colaboração entre todos os parceiros será indispensável, permitindo que as ações-piloto sejam desenvolvidas e operadas conjuntamente em diferentes países. Todas elas serão concluídas durante a execução do projeto com antecedência suficiente para permitir a exploração e avaliação do caráter demonstrativo durante o projeto.

Leer más »

Atividades Piloto Uso Água Regenerada na Rega

Instalação de ações piloto em culturas lenhosas e hortícolas, com 13 e 2 experiências, respetivamente, em que se avaliam os efeitos do uso de água regenerada na rega, são uma ferramenta básica para a implementação de soluções tecnológicas que facilitam a gestão da água de rega (fontes convencionais e regeneradas) através da digitalização da rega, fornecendo informação de partida e ferramentas para o utilizador final, transferíveis para outras culturas e diferentes situações socioeconómicas. A boa gestão da água regenerada nas culturas é garantida pela implementação de um DSS de fertirrigação da cultura (GT3), com base em análises (solo, água, tecidos vegetais) e na informação dos sensores low-cost instalados em cada experiência.

Leer más »

Ensaio de soluções-piloto de adaptação, prevenção e atenuação

No âmbito do projeto An-Gel Sudoe, foram selecionadas 8 zonas-piloto: Lleida, Lot-et-Garonne, Bordéus, Dordogne (x2), Rioja Alavesa, Múrcia e Bragança. Em cada uma destas zonas, trabalharemos em colaboração com um grupo de produtores parceiros, quer utilizando explorações em condições reais de produção, quer envolvendo-os no acompanhamento técnico dos ensaios. As técnicas de prevenção, adaptação e mitigação a testar serão (atividades 2.1 e 2.2): – Pulverização de alta precisão (sobre a folhagem) (solução ativa). – Ventilação ativa (solução ativa). – Gestão da humidade do solo (solução semi-passiva, ligada à pulverização de alta precisão, mas aplicada estrategicamente de forma preventiva e não reativa). – Gestão da cobertura do solo – Sebes quebra-frio (solução passiva). – Drenagem convectiva do ar frio – Poda tardia da vinha para atrasar o aparecimento das geadas (solução destinada a minimizar os efeitos destrutivos das geadas). A solução final consistirá na utilização de uma destas técnicas ou na eventual combinação de várias delas, de modo a adaptar-se perfeitamente aos condicionalismos dos agricultores de uma determinada zona. Por exemplo, uma sebe quebra-frio pode ser utilizada para limitar o fluxo de ar frio para a parcela (solução passiva), combinada com o controlo da humidade do solo, influenciando o coberto vegetal ou por aspersão de alta precisão (sobre a folhagem) alguns dias antes da geada (solução semi-passiva) ou, se necessário, durante episódios de geada intensa (solução ativa), se existirem recursos hídricos disponíveis. É, portanto, considerada uma solução única, uma vez que foi concebida como uma “caixa de ferramentas” que permite a combinação de diferentes técnicas para oferecer soluções eficazes, em função do contexto específico das diferentes explorações que participam no projeto como sítios-piloto.

Leer más »